Share
Save

Atualização Sobre Suplementos Alimentares e Probioticos

Atualização Sobre Suplementos Alimentares
São Paulo, Brasil
16/05/2019
Restaurante Fleming's

ILSI Brasil promoveu palestras sobre Suplementos Alimentares e Probióticos

Convidados de grandes empresas do setor falaram sobre os principais desdobramentos do seu uso na alimentação, após o novo marco regulatório de 2018

O ILSI Brasil promoveu, no dia 16 de maio, uma reunião para discussão e atualização sobre suplementos alimentares e probióticos, no restaurante Fleming’s, em São Paulo. As palestrantes convidadas, Fernanda Nogueira, Gerente de Assuntos Regulatórios na Amway e coordenadora do Grupo de Trabalho de Suplementos Alimentares da ABIAD; e Carolina Zago, Gerente de Assuntos Regulatórios na DuPont, falaram sobre o cenário atual e as perspectivas em torno do tema. O evento foi uma realização da Força-tarefa de Alimentos Funcionais, com coordenação científica do Professor Franco Lajolo (FCF-USP).

O mercado de Suplementos alimentares movimenta mais de R$ 5 bilhões de reais, empregando 156,1 mil trabalhadores só no primeiro trimestre de 2018. “Hoje, suplementos fazem parte de mais de 50% dos lares brasileiros”, comentou Fernanda Nogueira ao iniciar sua palestra sobre o tópico. Entre os pontos abordados, ela esclareceu o que de fato são os suplementos e que estes devem obedecer a regras específicas de composição e rotulagem.

Fernanda defendeu maior clareza nas informações difundidas no mercado, especialmente na veiculação de alegações sem comprovação cientifica. “A ciência e seus estudos têm justamente a função de comprovar a segurança e efeitos de cada suplemento no organismo humano, para que seja aprovado o melhor de sua composição”.

Ainda no tema, a palestrante falou sobre as oportunidades de alegações para uso da suplementação e seus desafios. No Brasil, por exemplo, alguns pontos ainda exigem grande atenção, como critérios de estabilidade; avaliação pós-mercado; enzimas e ingredientes que não foram incluídos na lista positiva da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que é referência para outros países. “A revisão do marco regulatório de suplementos no Brasil está impactando a regulamentação de outros países na América Latina, como a Argentina”, completou Fernanda.

Carolina Zago realizou a segunda palestra do dia, com o tema probióticos. Ao falar sobre a complexidade do sistema digestivo humano, que aloja mais bactérias do que células do nosso corpo, explicou que nossa vida diária é fonte de numerosas influências externas que podem alterar nossa microbiota intestinal. Este processo pode culminar em distúrbios digestivos, baixa imunidade e estados de doenças que foram associadas à microbiota gastrointestinal alterada.

De acordo com Carolina, os probióticos podem auxiliar a recuperar o equilíbrio da microbiota intestinal. “Esses microrganismos, quando administrados em quantidade adequada, trazem benefícios à saúde humana”, comentou, lembrando que probióticos são seres vivos e estáveis geneticamente, produzidos em escala industrial.

A regulamentação dos probióticos, após o novo marco em 2018, exige requisitos que comprovem sua segurança, benefícios à saúde, limites de uso e rotulagem; e sua avaliação deve ser feita em caráteres de alegação geral e específica. Porém, um dos desafios para seu uso na alimentação é que sejam incluídas cepas probióticas na lista positiva da Anvisa. Cada uma deve ser avaliada separadamente do processo de registro do produto final, uma vez que nenhuma cepa atinge ao mesmo tempo saúde metabólica, digestiva e imunológica. Por isso, Carolina reforçou que o setor produtivo, academia e associações devem seguir contribuindo com a construção do marco regulatório.

Palestras disponíveis:

Suplementos – Fernanda Nogueira (Amway / ABIAD)

Probióticos – Carolina Zago (DuPont)